Como eu poderia me livrar dessa desonra? | Tamar ( 2 Sm 13) | EBI

A bíblia é cheia de violência porque seus textos são vivências dos seres humanos. Cada vez mais precisamos fazer um esforço para olhar a bíblia para além das “lições de moral” e enxergar vida e todas as suas implicações. Os amores, as famílias, as tristezas, as dores, as espiritualidades, o racismo, as opressões, Deus, fé, misericórdia, impotência, desprezo, pobreza, descaso e também, o machismo.

O texto que vamos estudar agora é um texto violento, mas mais do que isso, é uma violência vivida por uma mulher e praticada por homens. Comece fazendo a leitura de 2 Samuel 13:1-22.

1 Depois de algum tempo, Amnom, filho de Davi, apaixonou-se por Tamar; ela era muito bonita e era irmã de Absalão, outro filho de Davi.
2 Amnom ficou angustiado a ponto de adoecer por causa de sua meio-irmã Tamar, pois ela era virgem, e parecia-lhe impossível aproximar-se dela.
3 Amnom tinha um amigo muito astuto chamado Jonadabe, filho de Siméia, irmão de Davi.
4 Ele perguntou a Amnom: “Filho do rei, por que todo dia você está abatido? Quer me contar o que se passa? ” Amnom lhe disse: “Estou apaixonado por Tamar, irmã de meu irmão Absalão”.
5 Então disse Jonadabe: “Vá para a cama e finja estar doente”. “Quando seu pai vier visitá-lo, diga-lhe: Permite que minha irmã Tamar venha dar-me de comer. Gostaria que ela preparasse a comida aqui mesmo e me servisse. Assim poderei vê-la. ”
6 Amnom atendeu e deitou-se na cama, fingindo-se doente. Quando o rei foi visitá-lo, Amnom lhe disse: “Eu gostaria que minha irmã Tamar viesse e preparasse dois bolos aqui mesmo e me servisse”.
7 Davi mandou dizer a Tamar no palácio: “Vá à casa de seu irmão Amnom e prepare algo para ele comer”.
8 Assim, Tamar foi à casa de seu irmão, que estava deitado. Ela amassou a farinha, preparou os bolos na presença dele e os assou.
9 Depois pegou a assadeira e lhe serviu os bolos, mas ele não quis comer. Então Amnom deu ordem para que todos saíssem; depois que todos saíram,
10 Amnom disse a Tamar: “Traga os bolos e sirva-me aqui no meu quarto”. Tamar levou os bolos que havia preparado ao quarto de seu irmão.
11 Mas quando ela se aproximou para servi-lo, ele a agarrou e disse: “Deite-se comigo, minha irmã”.
12 Mas ela lhe disse: “Não, meu irmão! Não me faça essa violência. Não se faz uma coisa dessas em Israel! Não cometa essa loucura.
13 O que seria de mim? Como eu poderia livrar-me da minha desonra? E o que seria de você? Você cairia em desgraça em Israel. Fale com o rei; ele deixará que eu me case com você”.
14 Mas Amnom não quis ouvir e, sendo mais forte que ela, violentou-a.
15 Logo depois Amnom sentiu uma forte aversão por ela, mais forte que a paixão que sentira. E disse a ela: “Levante-se e saia! ”
16 Mas ela lhe disse: “Não, meu irmão, mandar-me embora seria pior do que o mal que você já me fez”. Ele, porém, não quis ouvi-la,
17 e chamando seu servo, disse-lhe: “Ponha esta mulher para fora daqui e tranque a porta”.
18 Então o servo a pôs para fora e trancou a porta. Ela estava vestindo uma túnica longa, pois esse era o tipo de roupa que as filhas virgens do rei usavam desde a puberdade.
19 Tamar pôs cinza na cabeça, rasgou a túnica longa que estava usando e se pôs a caminho, com as mãos sobre a cabeça e chorando em alta voz.
20 Absalão, seu irmão, lhe perguntou: “Seu irmão, Amnom, lhe fez algum mal? Agora, acalme-se, minha irmã; ele é seu irmão! Não se deixe dominar pela angústia”. E Tamar, muito triste, ficou na casa de seu irmão Absalão.
21 Ao saber de tudo isso, o rei Davi ficou furioso.
22 E Absalão não falou nada com Amnom, nem bem, nem mal, embora o odiasse por ter violentado sua irmã Tamar.

Índice dos personagens:

  • Davi: pai de Amnon, Tamar e Absalão
  • Amnon: filho de Davi com Ainoã, meio irmão de Tamar e Absalão
  • Tamar e Absalão: filhos de Davi com Talmai, meio irmãos de Amnon
  • Jonadabe: primo e amigo de Amnon, filho de Siméia (irmão de Davi)
  • O texto, na Nova Versão Internacional, usa a palavra “apaixonou-se” para descrever o que Amnon sentia por Tamar, outras versões usam termos como “amou-a” ou “enamorou-se” . No final do texto, vemos que Amnon despreza Tamar e a manda embora. Essas atitudes contemplam o que nós entendemos como conceito de paixão?
  • Amnon recebe o conselho de Jonadabe para enganar Davi e satisfazer o seu desejo violento. Como Amnon e Jonadabe viam Tamar?

“Quando a violência sexual torna-se algo usual dentro de uma sociedade, podemos usar o termo cultura do estupro para nomear tal abuso. É um conceito usado para indicar o quanto a violência contra a mulher é normalizada dentro da sociedade. A tolerância e a normalização acabam incentivando ainda mais as atitudes violentas. Entre os exemplos de comportamentos associados à cultura do estupro estão a culpabilização da vítima, a sexualização da mulher como objeto e a banalização da violência contra a mulher.” Grazi Massarotto (Lugar de Mulher)

  • No capítulo 11, vemos Davi cometer um erro muito parecido com o de Amnon: ele objetifica o corpo de Bate-Seba e faz de tudo para satisfazer o seu desejo. A vontade das mulheres não importa para eles em nenhum desses casos. Como a cultura do estupro se manifesta nesse texto?
  • No versículo 13, Tamar diz a Amnon: “O que seria de mim? Como eu poderia livrar-me da minha vergonha?”. Por que a vergonha seria para Tamar se era ela quem estava sofrendo a violência? E hoje, como as sobreviventes de estupro são vistas? Quais tipos de falas as pessoas costumam dirigir a essas mulheres?

“Mas Amnom não quis ouvir e, sendo mais forte que ela, violentou-a. Logo depois Amnom sentiu uma forte aversão por ela, mais forte que a paixão que sentira. E disse a ela: ‘Levante-se e saia!’“ Versículos 14 e 15

  • Literalmente, Tamar é colocada numa armadilha forjada pelo seu meio irmão, nessa situação ela era evidentemente mais fraca. Como mulheres, vivemos várias situações de vulnerabilidade – físicas e não físicas. Faça uma lista das situações de perigo que as mulheres vivem ao longo de suas vidas. Se quiser, faça uma pesquisa para conhecer a realidade de mulheres de contextos diferentes do seu.
  • Como vimos, logo após do ato de violência, Amnon despreza Tamar e manda a retirarem da sua presença. Por que você acha que ele fez isso? Que tipos de consequências os atos de Amnon poderiam trazer para ele?

“Tamar pôs cinza na cabeça, rasgou a túnica longa que estava usando e se pôs a caminho, com as mãos sobre a cabeça e chorando em alta voz.” Versículo 19

  • Algumas de nós infelizmente já passaram por uma experiência semelhante a de Tamar, uma experiência de violação do seu corpo e de sua sexualidade. Para aquelas que não passaram por isso, a música Culpa Minha – Mulheriu Clã (clique aqui para ouvir) pode ilustrar o que se passa na mente de mulheres abusadas. Diante disso, pense em atitudes ou projetos que você pode desenvolver enquanto pessoa, grupo ou igreja que podem ajudar mulheres nessa situação.
  • No Brasil, um estupro acontece a cada 11 minutos. Sendo 89% das vítimas mulheres e 70% do total crianças ou adolescentes (dados de 2014). Mesmo passado muito tempo desde a história de Tamar, ainda vemos histórias como essas acontecendo. O que isso nos mostra a respeito de nossa realidade enquanto sociedade? O que podemos fazer para mudar isso?
  • No versículo 20, Absalão encontra Tamar chorando e fala com ela a respeito do ocorrido. As atitudes a serem tomadas por Tamar naquela época eram pouquíssimas, o texto nem menciona ela efetivamente contando a Absalão os fatos. Você sabe quais são os procedimentos que devem ser tomados em caso de estupro? Se não, aqui tem um link que pode te ajudar.
  • No versículo 21, o texto diz que Davi ficou “furioso” com a situação porém, se continuarmos a ler o capítulo 13, vemos que ele não tomou nenhuma atitude em relação a Amnon. Quantas vezes não nos vemos agindo como Davi? Uma igreja que se assusta ou até se irrita com situações de violência, mas não toma nenhuma atitude em relação a elas?

Lutar contra a cultura do estupro é lutar por todas as “Tamar”, mas também é reabilitar Amnon, produzindo relações saudáveis e seguras, onde há consentimento e desejo de ambas as partes.

Para finalizar, ore:

  • pelas mulheres que foram estupradas;
  • pelo fim da cultura do estupro;
  • por um mundo mais seguro para as mulheres;
  • para que os homens adquiram respeito pelas mulheres e seus corpos;
  • para que as relações entre homens e mulheres sejam reconciliadas;
  • para que a igreja deixe de ser omissa diante da violência contra as mulheres.

Referências:


Bianca Rati cursa Design Gráfico na UFPR, é cristã, feminista e sommelier de pipoca.


O conteúdo e as opiniões expressas neste texto são de inteira responsabilidade de sua autora e não representa a posição institucional da ABUB, outra instituição ou de todas as organizadoras e colaboradoras do Projeto Redomas. O objetivo é criar um espaço de construção e diálogo.

Anúncios