Pra falar sobre conflitos…

Texto Base: Gênesis 21:9-19

Sara, porém, viu que o filho que Hagar, a egípcia, dera a Abraão estava rindo de Isaque, e disse a Abraão: “Livre-se daquela escrava e do seu filho, porque ele jamais será herdeiro com o meu filho Isaque”.
Isso perturbou demais Abraão, pois envolvia um filho seu. Mas Deus lhe disse: “Não se perturbe por causa do menino e da escrava. Atenda a tudo o que Sara lhe pedir, porque será por meio de Isaque que a sua descendência há de ser considerada. Mas também do filho da escrava farei um povo; afinal ele é seu descendente”.
Na manhã seguinte, Abraão pegou alguns pães e uma vasilha de couro cheia d’água, entregou-os a Hagar e, tendo-os colocado nos ombros dela, despediu-a com o menino. Ela se pôs a caminho e ficou vagando pelo deserto de Berseba. Quando acabou a água da vasilha, ela deixou o menino debaixo de um arbusto e foi sentar-se perto dali, à distância de um tiro de flecha, porque pensou: “Não posso ver o menino morrer”. Sentada ali perto, começou a chorar. Deus ouviu o choro do menino, e o anjo de Deus, do céu, chamou Hagar e lhe disse: “O que a aflige, Hagar? Não tenha medo; Deus ouviu o menino chorar, lá onde você o deixou. Levante o menino e tome-o pela mão, porque dele farei um grande povo”.
Então Deus lhe abriu os olhos, e ela viu uma fonte. Foi até lá, encheu de água a vasilha e deu de beber ao menino.

 

  • De acordo com o contexto, qual a relação de Hagar com Abraão? Porque isso aconteceu (Gênesis 16) ? O que levou Sara a fazer essa decisão? 
  • Observe quando Sara diz “Livre-se daquela escrava e do seu filho, porque ele jamais será herdeiro com o meu filho Isaque”. Qual o sentimento que levou Sara a rejeitar sua serva nesse momento? Observamos algum sentimento de Sororidade* por parte de Sara? 
  • Observe a reação de Abraão ao pedido de sua esposa Sara. Diante da resposta de Deus, você consegue imaginar com o que ele estava preocupado? 
  • No deserto, quando os alimentos e a água acabaram, Hagar se viu obrigada a ver seu filho morrer de fome e sede. Com o coração partido, ouvia o menino chorar de longe. Mas alguém também ouviu. O que aconteceu? Quem veio ajudá-los? De onde veio essa ajuda? 
  • Diante da ajuda que Hagar recebeu no deserto, como podemos entender a visão do Senhor sobre as mulheres? O que a fala e o socorro de Deus para com Hagar diz sobre o cuidado dele às mulheres e aos oprimidos de maneira geral, desde o início dos tempos?

Deus permitiu isso tudo e ainda mandou Hagar se submeter a Sara. Em Gênesis 16:9, no verso 10, Deus explica o porquê: vai fazer dela uma grande nação, como se esse momento atual não interferisse nesse desenrolar. Mas ao invés de identificar um Deus opressor, é preciso ver o contexto maior: a formação de Israel, a escolha de Isaque para formar Israel, e não Ismael. O que quer dizer que Deus cuida de todos aqueles que são rejeitados socialmente, mesmo quando eles são “escolhidos” por Deus para serem rejeitados socialmente. É a mesma situação entre Jacó e Esaú. São casos em que Deus determinou certas coisas, mas isso não quer dizer que quem ficou “de fora” está “de fora” dos planos e do cuidado de Deus. É preciso um certo cuidado para não distorcer o texto…

Veja bem: era dos planos de Deus Hagar ser rejeitada e fazer de Ismael uma grande nação nascida de um guerreiro no deserto. O ponto é esse. Da mesma forma nos profetas, Deus permitiu que eles sofressem, assim como em Jó. E nesse sentido tem que ter cuidado pra não confundir as coisas. Foi pecado de Sara ter expulso Hagar de casa, mas Deus permitiu essa injustiça, porque Ele vê a situação além do que nós vemos.

  • Hagar não viu alternativa, saiu expulsa da casa de Abraão com um pouco de comida e água e seu filho ainda criança, sem direito legal nenhum como filho. A vida toda serviu a uma mulher que lhe tratou com frieza e ingratidão. Tente imaginar o que ela sentia. O texto diz que ela foi “vagando pelo deserto de Berseba”. Você consegue fazer uma ligação com os dias atuais? Você consegue ver semelhança com mulheres do nosso tempo? Como podemos agir com essas pessoas? Qual a visão da sociedade e qual a visão de Deus sobre essas mulheres? 
  • Você conhece alguma “Hagar”? Depois da nossa Hagar, você consegue ver algum cuidado de Deus sobre a vida da pessoa que você imaginou?

    *
    Sororidade é o pacto entre as mulheres que são reconhecidas irmãs, sendo uma dimensão ética, política e prática do feminismo contemporâneo. Se você quiser entender um pouco mais sobre sororidade pode conferir no texto Meninas malvadas.


Ana Eliza é uma mineira com um sotaque bão por demais da conta! Também atende por Goiaba pelos seus afetos. É abuense e  formada em nutrição pela Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri.


O conteúdo e as opiniões expressas neste texto são de inteira responsabilidade de sua autora e não representa a posição institucional da ABUB, outra instituição ou de todas as organizadoras e colaboradoras do Projeto Redomas. O objetivo é criar um espaço de construção e diálogo.

Anúncios