relato11

“Eu sempre senti que lá no fundo alguma coisa em mim incomodava certos caras, foi bem doloroso perceber – através da vida e através de comentários – que o que incomodava era o fato de eu ser uma mulher questionadora, inconformada e decidida, ou seja, que pensa e que ama pensar. Deve ser difícil mesmo para esses caras “lidarem” comigo e terem que ouvir um “não” de uma menina ou não ouvirem a risada dela depois de todas as piadas que contam… Eu descobri que o que incomodava era minha falta de adequação a esse espaço onde eu deveria estar – segundo eles. Afinal de contas, as mulheres devem aprender em silêncio, caladinhas, quietinhas, enquanto estupram nosso cérebro e nosso coração.”

Anúncios