relato1

“Sei de coisas que acontecem e que não são agradáveis… Nessas “confrarias masculinas”, eles fazem exposição das meninas de cada grupo local e dizem quais estão solteiras. Fazem “inscrição”, que é para que um só rapaz possa conversar com a moça durante todo o evento. Também fazem ranking das meninas mais bonitas. E repassam ensinamentos de análise superficial, onde as melhores candidatas para um relacionamento são as que atendem a padrões de beleza (magras, malhadas, cabelos e pele lisinhos e impecáveis) e que estejam com as unhas em dia! Sofro com isso. Sofro por ver que os meninos cristãos não são nada contraculturais no que se refere ao relacionamento com as mulheres. Pelo contrário, são orientados pelos mesmos padrões que fazem das mulheres peças de carne. Acho que a perpetuação desse comportamento traz sofrimento a todas as mulheres! Tanto as que são colocadas no topo da lista, quanto as que nem são lembradas nesses rankings. Não somos carne! Não vamos aos eventos da ABUB para disputar umas com as outras o posto de filé mignon nessas listas desumanas que fazem! Somos gente! Pessoas humanas! E queremos ser tratadas com dignidade! E depois ainda vêm com serenata e bombonzinho… Quero é ser tratada como gente!”

Anúncios